Total de visualizações de página

segunda-feira, 11 de março de 2013

Por Um Amor Assim



Por Um Amor Assim
(reedição)

Por um amor assim
romperia as madrugadas
enfrentaria os perigos
começaria pelo fim

Por um amor assim
renegaria meu passado
faria certo, do errado
e bom, o que é ruim

Por um amor assim
cruzaria os oceanos
pois, o que sinto enfim
faz dos minutos, anos

Por já, não mais controlar
a voz que grita por dentro
condenando o pensamento
entre prantos te buscar

Nos sonhos de minhas noites
em águas revoltas do mar
creria até nos enganos
só prá ilusão durar

Por um amor assim
cumpro juras, perco as horas
torno o ontem no agora
de um pedaço o inteiro faço

Por um amor assim
do qual tenho sede e fome
escreveria o teu nome
em todas estrelas do espaço

Abro hoje mão de mim
por um amor assim...

Men@
®

7 comentários:

  1. Uma homenagem assim demonstra o quanto o Menino Sem Juízo era e continua sendo amado.

    ResponderExcluir
  2. Que feliz quem pode ter a honra e a chance de ler seus versos, graças que podemos ter cada palavra saída de um coração, que sabe encantar e fazer que os sentimentos, lindos e puros afaguem nossa alma, deixando a vida mais bela.
    Maravilhoso!

    ResponderExcluir
  3. Dulce,
    Esse poema é muito lindo! Gostei imensamente.
    Começar pelo fim, fazer certo e bom do que é errado e ruim, fazer de minutos muitos anos e de um pedaço o inteiro...
    Belíssimo, minha amiga.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. UMa poesia pura e sincera onde o sentimento é o que mais importa...lindo e verdadeiro.

    ResponderExcluir
  5. Que alma apaixonada tinha o querido menino... estes versos estão repletos de um amor puro e intenso. Lindo... lindo!

    ResponderExcluir
  6. Duma intensidade estonteante!

    beijo

    ResponderExcluir
  7. Por um amor assim, atravessaria um oceano. Na entrega total, daria tudo o que sou, pois nada tenho sem ele.
    Tanta saudade, amor.

    ResponderExcluir

O MeNiNo SeM JuIzO foi escrever versos nas estrelas.
Em memória dele, continuaremos a divulgar as suas poesias, algumas já publicadas, outras inéditas, para que o tesouro que ele nos deixou continue a viver.
Os vossos comentários continuam a ser importantes.
As obras têm seus direitos autorais totalmente reservados.
Sejam bem vindos!